Saiba o que é venda direta e quais as vantagens desse sistema

Se você é empreendedor(a), é muito provável que já tenha ouvido falar em “venda direta”.

Em resumo, venda direta é o processo de comercialização de produtos, em que os distribuidores evitam intermediários na cadeia de abastecimento, vendendo diretamente aos consumidores finais, fora de um estabelecimento comercial fixo.

Aqui no Brasil, esse modelo de venda é bastante consagrado, tanto que o país ocupa a 6º colocação no mercado global de venda direta, segundo um levantamento feito pela World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA).

Para te ajudar a aprofundar um pouco mais seus conhecimentos sobre venda direta, separamos aqui neste post informações sobre como funciona, quais são os tipos de venda direta e muito mais.

Continue a leitura.

O que é venda direta

A venda direta é um sistema de comercialização de produtos e serviços que acontece por meio do relacionamento entre empreendedores independentes e seus clientes e que, geralmente, acontece fora de um estabelecimento comercial fixo.

Por exemplo, no varejo tradicional, os produtos ou serviços são oferecidos de forma online ou em uma loja física. Já a venda direta depende muito dos vendedores chegarem aos seus clientes fora desses ambientes convencionais.

Como funciona a venda direta

Uma das principais características da venda direta é a eliminação de intermediários envolvidos na distribuição do produto, como centro de distribuição regional e atacado.

Em vez de contar com algum tipo de intermediário, os produtos saem do fabricante direto à empresa de vendas direta, chegando ao consumidor final por meio de um distribuidor ou representante da empresa.

De modo geral, os produtos de venda direta não são encontrados em locais de varejo típicos, o que significa que encontrar um distribuidor ou representante é o único método para adquiri-los. 

Tipos de venda direta

No modelo de venda direta, os produtos e serviços são oferecidos pelos revendedores aos potenciais clientes de diversas formas, o que costuma confundir as pessoas entre os tipos reais de venda direta e os métodos utilizados pelas empresas.

Para deixar isso mais claro, veja alguns exemplos de como a venda direta pode ser feita:

  • porta a porta: como o próprio nome sugere, os vendedores ou representantes vão até o clientes, seja em casa ou no trabalho, para mostrar seus produtos ou serviços;
  • catálogo: os vendedores ou representantes deixam um material para os clientes, com imagens e descrições dos produtos e, posteriormente, os clientes o devolvem já com os pedidos que desejam;
  • eventos: as empresas de venda direta promovem um evento, podendo ser uma pequena reunião ou grande encontro, reunindo potenciais clientes para oferecer seus produtos.

Além dessas formas de realizar a venda direta, existe também o sistema que configura os níveis de colaboração. Veja quais são eles:

Sistema de nível único 

As vendas diretas praticadas pelo sistema de nível único possibilita que o vendedor ganhe uma comissão pela comercialização de produtos. Aqui, a venda pode acontecer tanto presencial quanto online.

Nesse sistema, os vendedores não recrutam outros representantes de venda para receber mais receita, como acontece no sistema de multinível.

Sistema multinível

O sistema multinível, na maioria das vezes, é gerenciado dentro de grandes empresas, em que os vendedores, além de lucrar com as vendas dos produtos ou serviços, também recebem comissão sobre as vendas realizadas por outros vendedores indicados.

Vantagens e desvantagens da venda direta

A venda direta é vista como uma ótima oportunidade de trabalho para quem quer começar no mundo do empreendedorismo, seja por conta dos horários flexíveis, autonomia de decisões ou ainda para garantir uma renda extra.

E realmente, as vantagens do modelo de venda direta são muitas. Porém, também é importante manter a atenção nas desvantagens desse modelo.

Confira uma lista das principais vantagens e desvantagens da venda direta.

Vantagens da venda direta 

  • Não é necessário uma equipe extensa de apoio para começar;
  • Você controla sua imagem e comunicação, visto que não é preciso de intermediários;
  • Horários flexíveis;
  • Autonomia para tomada de decisões;
  • Não há pré-requisitos, como nível de escolaridade ou histórico de trabalho.

Desvantagens da venda direta 

  • Incentivos de recrutamento de novos vendedores maiores do que para vendas, perigo de esquema de pirâmide ilegal;
  • Rendimento imprevisível;
  • Falta de apoio administrativo.

Dicas para começar nas vendas diretas

Se você pretende entrar em vendas diretas, existem algumas dicas básicas sobre esse sistema que são importantes para te ajudar a escalar mais rápido esse modelo de negócio.

Confira quais são essas dicas logo abaixo.

Estabeleça seus objetivos

É quase que impossível fazer negócios sem metas definidas. Afinal, são elas os principais motivadores e a base para o sucesso do negócio.

Se você busca um trabalho bem-sucedido, suas metas devem ser específicas e facilmente mensuráveis. Você pode dividir o estabelecimento de seus objetivos em curto, médio e longo prazo.

Assim que definidos, ficará mais fácil saber quais ações precisam ser tomadas para chegar nos objetivos do negócio. 

Relacionamentos devem vir antes de vendas

Sua prioridade, de início, deve ser o relacionamento com as pessoas, garantindo o tempo e a atenção de todos. 

Assim que você conseguir estabelecer um bom relacionamento com seu público, determine os pontos problemáticos e as necessidades, para então conseguir oferecer uma solução que seja realmente útil. 

Depois disso, o seu trabalho consistirá em acompanhar seus clientes em potencial, pensando nos novos relacionamentos que pode construir.

Melhore suas habilidades de venda

As habilidades de venda, como parte da comunicação, te ajudam a construir relacionamentos mais duradouros com seus clientes, apoiando o desenvolvimento do sucesso do seu negócio.

Se você tem estratégias de persuasão, sabe conversar com o seu cliente na medida em que também sabe ouvi-lo, você estará mais próximo de fechar boas vendas.

Mantenha o cadastro de seus clientes

O relacionamento constante com seus clientes só será possível se você tiver os dados deles atualizados em sua base. 

Lembre-se de que a comunicação periódica é importante para garantir vendas no futuro. 

Por isso, prepare alguns materiais de divulgação para enviar aos seus clientes nos principais canais que eles utilizam. Isso vai ajudar com que se lembrem sempre da sua marca.

Categorias deste post:

Recomendações para a sua próxima leitura

Principais plataformas de venda para começar um negócio online

leia mais

O que é link de pagamento e como usar em pequenos negócios

leia mais

O que é marketplace e como funciona na prática

leia mais