O que é marketplace e como funciona na prática

O aumento das compras online no último ano evidenciou alguns termos no meio digital, como o “marketplace”.

O marketplace é conhecido como shopping center virtual, pois é o lugar que conecta compradores a diversos vendedores por meio de um único site. 

Esse modelo de negócio surgiu em 2012 aqui no Brasil e é considerado uma das formas mais vantajosas para os consumidores, pois facilita o encontro dos melhores preços e produtos da internet.

Os marketplaces ultrapassaram todos os segmentos da internet em termos de crescimento do tráfego web, o que fez com que os consumidores passassem a confiar mais nesses sites do que nos canais próprios dos varejistas.

Se você quer entender mais como funcionam os marketplaces e quais os principais tipos, continue lendo este post.

O que é marketplace

O marketplace é um comércio eletrônico onde empresas podem anunciar e vender seus produtos ou serviços aos consumidores. 

Basicamente, o site reúne várias empresas, facilitando o trabalho de compra dos usuários e também sendo muito vantajoso para quem vende, pois estará sendo visto por diversos públicos.

A forma como o marketplace funciona ainda pode ser confuso para algumas pessoas, pois a maioria ainda não consegue distingui-lo dos e-commerces, por exemplo.

Por isso, veja no próximo tópico como ele funciona.

Como funciona um marketplace

O marketplace é o lugar ideal para as empresas que querem aumentar suas vendas, pois essa plataforma pode reunir compradores do mundo todo. 

Quando se cadastram em algum marketplace, os vendedores têm um espaço exclusivo para gerenciar pedidos e vender produtos, permitindo que os compradores acessem as informações em tempo real sobre os itens apresentados, como estoque, possibilidade de envio para determinada região etc.

Além de ser uma ótima forma de conectar vendedores e compradores, os marketplaces também são conhecidos por facilitar os pagamentos e os processamentos de quaisquer pedidos. O que torna a operação ainda mais segura não só para os compradores, como também para os vendedores.

Tipos de marketplace

Os marketplaces, geralmente, são classificados pelo público-alvo, foco e abordagem de gerenciamento. 

Embora essas plataformas sejam mais conhecidas pelo formato de varejo online, ou seja, venda direta para consumidor final, elas também abrangem diversos outros públicos.

Veja quais são as principais categorizações de modelo de negócio do mercado:

Business to Consumer (B2C)

O marketplace no modelo B2C, Business to Consumer, é o mais comum do mercado. A venda acontece diretamente ao consumidor final, sem que haja um intermediário no processo da compra. 

Normalmente, é uma venda operada por um varejista, mas que também pode ser um distribuidor ou um fabricante. 

Alguns exemplos de marketplace B2C são:

  • Casas Bahia;
  • Dafiti;
  • Magazine Luiza;
  • Netshoes;
  • Ponto Frio.

Business to Business (B2B)

Um marketplace B2B tem como alvo outras empresas como clientes principais, por exemplo, varejistas, atacadistas e fornecedores. Geralmente, quem opera o marketplace B2B não é o fabricante real dos produtos ou serviços.

As empresas que compram nesse modelo de marketplace tem por finalidade repor estoque ou mesmo adquirir matéria-prima para a produção de um produto final.

Em marketplaces B2B é comum que aconteçam outros tipos de negociações e possibilidades que, normalmente, não acontecem em marketplace B2C, como descontos maiores devido ao volume de compra, faturamento e impostos diferenciados.

Business to Employee (B2E)

O Business to Employee, B2E, define as transações comerciais entre empresas e funcionários. Ou seja, o cliente final é o colaborador da empresa.

O objetivo principal do B2E é fazer com que os colaboradores consumam os produtos ou serviços ofertados pela empresa, tendo como atrativo condições especiais de preço, forma de pagamento e prazo.

Business to Government (B2G)

As transações comerciais que acontecem entre empresas e governo são conhecidas como B2G, Business to Government. 

Normalmente, esse tipo de relação precisa passar por um processo de licitação, concorrência pública. Como exemplo, as montadoras de veículos para o fornecimento de viaturas e ambulâncias, ou então empreiteiras para a construção de obras públicas.

Consumer to Consumer (C2C)

Consumer to Consumer, C2C, é a relação comercial que acontece entre consumidor e consumidor, que pode acontecer de maneira informal, como pelas redes sociais, ou então por uma plataforma intermediadora.

Alguns exemplos de marketplace C2C são:

  • Buscapé;
  • eBay;
  • Enjoei;
  • OLX.

[Exemplos] Os maiores marketplaces do mercado

A comercialização de produtos online tornou-se muito mais fácil depois do surgimento dos diferentes tipos de marketplace. Além da otimização do processo de compra para os consumidores, as empresas também têm facilidade com meio de pagamento, frete e diferentes integrações, que facilitam suas vendas.

Conheça agora algumas das maiores empresas de marketplace que fazem sucesso no Brasil e no mundo:

1 – Alibaba

A gigante chinesa Alibaba surgiu em 1999, com o propósito de conectar fabricantes chineses e compradores estrangeiros por meio de seu marketplace.

O grupo Alibaba, hoje, possui sites focados em diferentes públicos, como o Aliexpress, que atua com atacado e varejo para pessoas físicas e empresas estrangeiras, e o Taobao, que é focado em atacado e varejo para pessoas físicas e empresas chinesas.

2 – Amazon

Jeff Bezos criou a Amazon em 1994, tendo como principal negócio a venda de livros. Atualmente, a empresa já possui uma atuação muito maior, o que a tornou uma das maiores representantes de varejo do mundo.

A Amazon também conta com negócios no Brasil, unindo compradores e vendedores através da comercialização dos mais variados produtos.

3 – eBay

O eBay é considerado um dos maiores sites de comércio eletrônico do mundo. Fundado em 1995 nos Estados Unidos por Perre Omidyar, a plataforma é uma das pioneiras a permitir que qualquer pessoa pudesse vender quase todo tipo de produto pela internet.

No Brasil, o eBay chegou oficialmente em 2014, com uma versão do site totalmente em porutugês, possibilitando a compra e venda de itens no país. Porém, como o site tem um alcance internacional, ao comprar no eBay é importante ficar de olho nas taxas e conversões.

4 – Americanas.com

A Americanas.com faz parte do grupo B2W, junto com o Submarino e o Shoptime, e hoje é uma das maiores empresas de marketplace do Brasil.

O marketplace comercializa produtos próprios, mas também atua com vendas de terceiros, oferecendo diversas vantagens para os lojistas, como investimento inicial zero. A Americanas recebe, hoje, em média, 65 milhões de visitantes por mês, sendo uma ótima oportunidade para todas as empresas.

5 – Airbnb

O Airbnb, criado em 2008, é considerado uma das maiores empresas de marketplace de serviços do mundo. A plataforma conecta viajantes com pessoas que oferecem hospedagens.

Desde a sua chegada, a empresa tem conquistado muito espaço no mercado, atingindo um valor estimado em cerca de 31 bilhões de dólares, alcançando a marca de unicórnio em apenas quatro anos depois de sua fundação.

Categorias deste post:

Recomendações para a sua próxima leitura

5 dicas sobre gestão de estoque no varejo

leia mais

Principais plataformas de venda para começar um negócio online

leia mais

O que é link de pagamento e como usar em pequenos negócios

leia mais