O que é link de pagamento e como usar em pequenos negócios

A realização de pagamentos está diretamente relacionada à conveniência, segurança e velocidade. No último ano, com os meios digitais ainda mais evidenciados, surgiram algumas necessidades de descobrir novas ferramentas e processos para tornar os pagamentos ainda mais acessíveis.

O link de pagamento é uma opção que já está no mercado há alguns anos, facilitando a vida dos comerciantes e prestadores de serviço, mas que ganhou ainda mais visibilidade do que imaginávamos. E isso tem um porquê. 

Neste post você vai saber melhor o que são links de pagamento e como esse método pode facilitar ainda mais as suas vendas no comércio.

Confira!

Em termos simples, o link de pagamento é qualquer link ou botão compartilhado por um recebedor e que uma pessoa pode acessar para realizar o pagamento de um determinado valor. 

O comerciante só precisa enviar o link por mensagem, ou por qualquer outro meio, para que o pagamento seja realizado pela outra pessoa. Essa é uma forma simples, segura e que resolve os pagamentos com agilidade, sendo útil para todas as partes.

Se você ainda não trabalha com loja online, maquininha de cartão ou outro sistema de pagamento, um link de pagamento pode ser uma ótima alternativa.

Esse sistema é muito conhecido pela liberdade que dá aos comerciantes, pois ele não exige especificação de destinatário ou demais informações que, geralmente, são solicitadas por outros métodos de pagamento.

De forma simples, a pessoa cria o link com uma quantia específica, podendo detalhar a compra também se necessário, e compartilha com o pagador para que finalize o processo.

Para conseguir receber via link de pagamento, basta acessar o sistema da empresa fornecedora de meios de pagamento e preencher as informações dos produtos que serão vendidos e os valores praticados.

Já com os produtos cadastrados, o sistema automaticamente gera um link de pagamento sobre ele, e o comerciante só precisará compartilhá-lo com o cliente.

Na página do link de pagamento, o cliente poderá acessar as informações do produto que está adquirindo e os campos para cadastrar os dados do seu cartão.

Para deixar ainda mais claro, em um passo passo, ele funciona da seguinte forma:

1 – O comerciante gera um link de pagamento

2 – O link é compartilhado como cliente

3 – O cliente acessa o link e é redirecionar para a página

4 – Já na página, ele Insere suas informações para o pagamento

5 – Após o pagamento, o comerciante é notificado

Apesar de existirem diferentes tipos de link de pagamento, ambos possuem algo em comum que é redirecionamento a uma página de pagamento, para que seja inserido os dados do cartão e outras informações necessárias para concluir a transação.

Mas todo, são três principais tipos de link de pagamento que existem:

  • Link único: pode ser enviado por SMS, e-mail, mídia social. Ao clicar, o pagador é redirecionado para o pagamento em uma página, onde insere os dados do cartão. Esse tipo pode ser limitado no tempo, ou então válido por tempo ilimitado até que o pagamento seja feito.
  • Link da fatura por e-mail: Com as faturas, é possível especificar os dados do destinatário e da empresa. Esse tipo é usado, geralmente, quando a empresa possui um alto volume de vendas por esse formato e precisa ter um controle um pouco maior.
  • Botão de compra no site: Esse tipo de link de pagamento é usado pelas empresas que possuem um site ou uma loja online, que podem deixar um botão fixo com o link de pagamento para redirecionar os clientes para uma página específica dentro da loja online.

Os links de pagamento se evidenciaram muito mais durante a pandemia, pois ajudou os vendedores físicos a darem os primeiros passos no mundo digital, possibilitando até mesmo a criação de experiência em diferentes canais.

Na prática, são muitas as vantagens que os links de pagamento garantem aos pequenos negócios. Veja abaixo quais são as principais:

Ativação rápida e fácil de vendas online

O uso de link de pagamento permite o lançamento de vendas online quase imediatamente.

Muitas pequenas empresas ainda não possuem recursos técnicos internos necessários para lançar uma loja virtual completa e implementar um gateway de pagamento.

Uma das vantagens dos links de pagamento é que esse método não depende, necessariamente, de uma página ou um site. Para fazer uma venda com ele, basta compartilhá-lo com o pagador para que a transação seja concluída. 

Flexibilidade de canais de venda

Com os links de pagamento, ficou muito mais fácil vender por qualquer meio. Por exemplo, é possível inserir um link de pagamento direto em um e-mail promocional ou em uma simples mensagem no WhatsApp.

Além disso, as redes sociais também podem ser usadas como um canal de venda, tendo o processo de compra facilitado pelo compartilhamento do link de pagamento. Com isso, é só inserir o link na descrição da imagem do produto, para que as pessoas possam comprá-lo.

Facilidade no processo de compra

O abandono de carrinho ainda é um problema das lojas online. Muitos consumidores desistem da compra por conta da burocracia no checkout, como a necessidade de preenchimento de muitas informações pessoais. O que não acontece com o link de pagamento.

Independente se você tem um negócio online ou não, oferecer aos clientes uma maneira mais conveniente e simples de pagar por seus produtos ou serviços pode aumentar a probabilidade de uma venda. 

Segurança

Os links de pagamento são criados através de processadores de pagamento online, que garantem o mais alto nível de segurança para você e seus clientes. 

A maioria das soluções de link de pagamento vem com manipulação de fraude e estorno, dando suporte aos comerciantes e aos compradores sempre que for preciso.

Além disso, é válido lembrar que os cartões de crédito também possuem medidas sólidas de segurança, o que torna os pagamentos via link duplamente seguros.

Categorias deste post:

Recomendações para a sua próxima leitura

Principais plataformas de venda para começar um negócio online

leia mais

O que é marketplace e como funciona na prática

leia mais

Saiba o que é venda direta e quais as vantagens desse sistema

leia mais